terça-feira, 12 de maio de 2009

DJANGO ATIRA PRIMEIRO

Elenco: Glenn Saxson, Fernando Sancho, Ida Galli, Nando Gazzolo, Erika Blanc, José Manuel Martin, Guido Lollobrigida, Alberto Lupo, Vallentino Machi. Direção de Alberto De Martino. Ano: 1996

depois do imenso sucesso do filme de Sergio Corbucci, muita gente se aproveitou do sucesso da produção com Franco Nero e colocou o nome "Django" na frente (entre esses está o famoso Django o Bastardo de Sergio Garrone) e foi uma febre dentro do Spaghetti Western, esse filme mediano de Alberto de Martino acerta em alguns pontos, mas não deixa de ter varios defeitos.
A trama tem inicio quando o caçador de reconpensas Ringo (José Manuel Martin, sem barba) tras um homem que vale reconpensa em um cavalo, ele topa com Gleen Carvin/ Django (Gleen Saxon) depois de um tempo conversando com Ringo, Gleen descobre que o homem morto no cavalo é seu pai, ele mata o caçador de reconpensas e decide enterrar seu pai ali mesmo, mas tem a idéia de levar o pai para receber a reconpensa pela sua cabeça, chegando na cidade, Gleen descobre que seu pai foi vitima de uma armação tramada por Ken Cluster (Nando Gazzolo) e que metade da cidade é dele por causa da sociedade que seu pai tinha com Cluster, Gleen agora vai querer dinheiro e começa a chantagiar Kluster, mas Gleen também quer vingança, pra isso Gleen contara com a ajuda de Gordon (Fernando Sancho) e um homem misterioso conhecido como Doc( Alberto Lupo) agora Gleen tem inportantes aliados na luta contra Kluster.
o filme é muito bem filmado por Albero de Martino, com planos de camera e os constantes big-clouses no rosto dos atores, a musica de Bruno Nicolai conpensa a festa, o elenco é bom, liderados por Gleen Saxon, mas como eu disse o filme támbem tem seus defeitos, como a fotografia do filme, filmado na Almeria, mas infelizemente não vemos aquele deserto que ganhou as lentes de muitas produções, e decidem filmar em locações diferentes, não que não tenham boas locações mas... Fernando Sancho aqui não faz o papel de bandidão mexicano, seu personagem é Gordon, era pra ser um personagem comico, mas o humor do filme é muito forçado e não cobina com o restante da trama, e uma cena que deveria ser absolutamente cortada no finalzinho do filme, não é possivel que um roteiro escrito por 6 roteiristas (inculindo Martino) não tenha saido um resultado melhor, uma pena, mas o filme está longe de ser ruim mas também está longe de ser um clássico, dísponivel em DVD pela OCEAN PICTURES.

Um comentário:

Manoel disse...

Nobre amigo eu assisti duas vezes, a música é uma pérola e só achei que apela um pouco nas lutas deslão, fica meio Trinity, mas já era dessa safra. Dou 5 estrelas sem medo.