quarta-feira, 25 de março de 2009

SELA DE PRATA

Elenco: Giuliano Gemma, Sven Valsech, Ettori Manni, Gianni De Luigi, Cinzia Monreale, Licina Lentini, Aldo Sambrell. Direção de Lucio Fulci.


Esse é o ultimo dos tres Spaghetti Westens dirigido por Lucio Fulci, no elenco tem Giuliano Gemma e Aldo Sambrell, aqui o gênero estava perdendo a força, o filme foi gravado em 1976 (naquele mesmo ano veio o clássico Keoma de Enzo G. Castellari) e não teve muito sucesso, é uma pena porque o filme é ótimo a historia é linda e com um bom roteiro.
A trama da inicio quando Roy Blood (Gemma) tem seu pai assassinado por Liu Barrett, Roy pega a espingarda de seu pai e mete 2 balaços nas costas do sujeito (com direito a sangue falso) e a partir de então ele começa a sentir ódio dos Barret, quando adulto Roy vira um justiceiro e a Sela de Prata se torna codinome, em uma estrada cruza com Serpente, um malandro que diz "exorcisar" pesoas antes delas morrerem e seu pagamento é o que tiver no bolso do defunto, apos o breve encontro o s 2 vão para uma cidadizinha, Roy vai ver sua amiga Sheba (Licina Lentini) ele está com problemas, Roy vai atras de um homem que causa os tais "problemas" para sua amiga, ele o mata junto com seus capangas, Serpente tenta contratar Roy para um servico, no começo ele não aceita, mas quando cita o nome Barrett ele aceita na hora, ele chega ao cemitério para realizar o servico, mas ele ve que é somente uma criança e quando aparece homens armados ele os mata e salva o garoto, ao descobrir que o garoto é Thomas Barrett., Jr ( Sven Valsecchi) ele o deixa no deserto so que depois passa a proteger a criança e que tem muito sujeira, envolvendo amorte do garoto e aos poucos vai amolecendo o coração e cria uma amizade com o garoto.
O filme tem uma ótima historia e um ótimo elenco, lidearados por Gemma, Aldo Sambrell Guianni de Luigi e estão muito bem no time de vilões, Ettori Manni faz um vilão um pouco apagado, Donald O Brien que somente aqui so faz o papel do capanga sendo desperdicado servindo somente para o elenco de apoio,nemde longe lembra o exelente vilão em Keoma, foi uma pena não ter virado um clássico tardio nos anos 70, justamente pelo roteiro lidar com o sentimento humano embora seja um western de ação, a direção de Lucio Fulci é ótima, e a fama do cineasta filmar cenas de violênçia grafica não é a toa, os tiros tem direito a sangue falso e tirambaços de efeito, e a forma como o diretor trabalha a camera tambem é exelente, é uma pena ele ter realizado somente 3 westerns, porque seria legal ver westerns desta linha que mesmo com o orçamento reduzido, ainda consegue que a mortes sejam realmente graficas, a musica aqui não é das mais tradicionais do SW com trompetes mexicanos e essas coisas, mas é ótima embora um pouco comum, o filme está dìsponivel em DVD

Um comentário:

Manoel disse...

Este filme me remete ao ano de 1978, eu tinha 7 anos e foi o primeiro filme que assiti com meu pai no cinema. 5 estrelas também!!!