sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O DIA DA DESFORRA a.k.a O DIA DA VINGANÇA

Elenco: Lee Van Cleef, Tomas Miliam, Walter Barnes, Fernando Sancho, Nieves Navarro, Gérard Herter, Luisa Rivielli. Direção de Sergio Sollima. Ano: 1966

Nesse mesmo ano surgia os 2 Sergios, o Sergio Corbucci e o Sergio Sollima, e eis que os 2 filmes que lançaram os diretores ao estrelato, são clássicos do Spaghetti Western, além de Django, O Dia da Desforra oi um grande sucesso que consolidou Lee Van Cleef como um dos maiores astros do gênero, além de converter o cubano Tomas Milian em um astro internacional, Sollima só fez 3 Westerns, mas os Westerns que o homem fez, são ótimos, depois desse, ele realizou Quando os Brutos se Defrontam (1967) e Corre Homem Corre (1968) após atuar em Por Uns Dólares a mais, Cleef preferiu constituir carreira na Europa, diferente de Clint Eastwood, que se tornou ator e diretor voltando para os Estados Unidos, Tomas Milian iniciou no Spaghetti Western nesse filme, e até ai se tornou em um dos astros da vertente, outro papel lembrado e cômico, é o de El Vasco em Copañeros (1970)


Jonatah Corbett (Cleef) é um temido caçador de recompensas que caça bandidos no Colorado, depois de mata-los, entrega-os ao xerife de San Antonio (Roberto Camardiel) numa festa de casamento, Cobertt recebe uma proposta do barão do Barão Brockson (Walter Barnes) ele ajuda Corbett na campanha para senador e este ajuda-o a colocar uma linha ferroviária entre os Estado Unidos e o México, mas eis que ele fica sabendo que Cochillo Sanches (Tomas Milian) é acusado de violar e matar uma menina de 12 anos, Corbett se torna delegado e parte em busca do principal suspeito, só que Cuchillo é difícil de ser apanhado, já que o sujeito é esperto e não e deixa agarrar facilmente, mas eis que Corbett passa a suspeitar da culpa do sujeito, e também suas suspeitas aumentam quando barão resolve se envolver na caçada a Cuchillo.


O filme é excelente e um dos melhores já feitos na vertente do Spaghetti Western, o elenco é bem bacana, além de Lee Van Cleef e Toma Milian, o filme está repleto de participações especiais, como Roberto Camardiel, contracenando pela segunda vez com Cleef, desde Por Uns Doólares a Mais, em que o ator fazia o bilheteiro da estação, temos a presença de Fernando Sancho, que aqui faz um chefe de policía muito do preguiçoso e também a presença de Antonio Casas em participação como um padre, é engraçado que muitos fãs do Spaghetti Western criticam a moral absoluta dos mocinhos nos Westerns Americanos, mas eis que Corbett faz o tipo que só atira em legitima defesa, mas não deixa de ter um moralidade ambígua quando rouba um cavalo e uma arma de um sujeito interpretado por Lorenzo Robledo, mas quem rouba a cena mesmo é Tomas Milian, com seu personagem ousado e debochado, além de sua incrivel habilidade no uso da faca, o sujeiro faz tanta macacada que a gente não sabe se torce ou não para que ele seja preso, mas a melhor participação nesse filme é da belíssima Nieves Navarro, dona de uma fazenda que vive fazendo joguinhos sensuais com seus homens, aqui Sollima usa está parte do filme para mostrar a mulher forte e dominadora, mas mostra a falte de preparação quando pede para que Corbett fique em su a fazenda, depois que ele enfrenta seus homens, a direção de Sergio Sollima é excelente e dirige muito bem as cenas de ação, além da direção de fotgrafia Carlo Carlini, Sollima também conta com um ecxecelente roteiro, que mostra a opressão da classe rica e um pequeno mistério a ser solucionado, embora o filme não tenha um ritmo lento, e tudo se encaixa com a grande música de Ennio Morricone, pois é ela quem embala os pontos altos do filme, os 2 duelos finais, o clássico duelo entre faca VS revolver e de Corbett versus o barão von Schulenberg vivido pelo alemão Gerard Hérter em grande atuação, aqui Morricone se apropria de parte do Pou Elise de Bethoven, emfim, UM FILMAÇO, diponível em DVD, mas eu recommendo este link para download, com a matriz italiana em Widescreen: http://nostalgianainternet.blogspot.com/2009/07/o-dia-da-desforra.html






























































































6 comentários:

hqsubversiva disse...

Esse filme é do carajo! grande roteiro, atuações impecáveis e uma trilha sonora inspiradíssima! clássico

Pedro Pereira disse...

É verdade, um filmaço. Curiosamente foi o primeiro filme que teve direito a resenha no Por um punhado de euros. Sollima tinha muito talento, é uma pena que não se tenha dedicado ao género de corpo e alma.

--
Pedro Pereira

http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
http://filmesdemerda.tumblr.com

E. SANCHES disse...

Grande Postagem
Este tambem é um dos meus 10 Espaghetti´s de minha vida.
É um filme completo para o gênero.
Roteiro, Atores, Música, enfim um Clássico.
Assisto de vez em quando só pra ver o arrogante do Barão Von Schulemberg (Gèrard Herter)cair aos pés de Corbet e não se levantar mais.
é uma diversão.
Edelzio Sanches
www.bangbangitaliana.blogspot.com

Emanuel Neto disse...

o texto sobre LA RESA DEI CONTI foi realmente o primeiro a ser publicado no blog POR UM PUNHADO DE EUROS. Desde então, muito mais filmes surgiram no blog.
Para não variar, Ennio Morricone volta a fazer um ótimo trabalho musical.

Artur disse...

eita, 4 comentários, espero que o pessoal dê mais as cars por aqui, tenho que concordar, HQ e Edelzio, sejam bem vindos e comentem sempre.

Anônimo disse...

Amo O DIA DA DESFORRA,amo os filmes de Lee Van Cleef e Tomas Milian.Talvez tenha sido o Western italiano que mais vezes assisti.A primeira vez foi no Cine Santo Antônio,em Passa Tempo(Minas)-anos 70.Eu ia na sessão de sábado e voltava no domingo para memorizar a música encantadora de Ennio Morricone.Até o estilo debochante do espanhol Fernando Sancho contribui para o sucesso do filme.É imcompreensível que não tenha sido lançado em DVD no Brasil.Inesquecível Western Spaghetti,Saudosa herança do competente cineasta Sergio Sollima. mlmlmarcoslima@gmail.com